Andrea Brugi: fenômeno do “slow movement”

Aconteceu mais ou menos assim:

A dinamarquesa Samina Langholz  trabalhava em Marketing e Publicidade em Copenhagen. Numa viagem pela Toscana, deparou, numa praça da cidade de Montemerano, com o belo italiano Andrea Brugi. Andrea era o carpinteiro local, ajudava os pais num negócio de Agroturismo, renovava casas e móveis e era, acima de tudo, um artista. O romance de viagem acabou em casamento e Samina (com a ajuda de seus amigos fotógrafos e estilistas), transformou Andrea num fenômeno do “Slow Movement”. Suas peças, a maioria utilizando madeira de árvores que caíram naturalmente na propriedade da família, viraram “cult”, e são vendidas em boutiques de design na Europa, Estados Unidos  e na Ásia.

“O mundo de Andrea Brugi” :

 

andrea brugi 8

 

cn_image.size.cnt_tuscany_005u

 

Screen Shot 2013-04-29 at 10-1.43.37 PM

 

brugi

 

andrea brugi 7

 

20130123-131830

 

andrea brugi 9

 

brugi-3

 

tumblr_mkvpmajySh1qae1e3o5_1280

 

Imagery-from-Andrea-Brugi-image4

 

p7810440

 

andrea brugi 5

sommershopping_2

andrea-brugi-artist-10

 

 

andreabrugi.com

Leave a Reply