Eileen Gray – Retrospectiva em Paris

O Centre Georges Pompidou em Paris mostrará até 20 de Maio uma retrospectiva sobre a obra da artista, arquiteta e designer de móveis irlandesa, Eileen Gray.

 

eileen_gray

 

Seus móveis originais têm grande valor no mercado dos colecionadores. A “Dragon’s Armchair”, que pertencia à coleção de Yves Saint Laurent e Pierre Bergé bateu record na categoria mobiliário do século 20, ao ser leiloada pela Christie’s em 2009 por 21,9 milhões de euros:

d5171305l

Gray nasceu em 1878 e morreu em 1976 e não foi reconhecida pela comunidade artística durante a maior parte de sua carreira, que atravessou o período “Art Deco” e o “Modernismo”.

Suas peças são luxuosas e bonitas mas não chegaram a ser produzidas industrialmente, por isso são tão raras e cobiçadas pelos colecionadores.

Um dos biombos de 1925, feito de blocos de laca preta, pode chegar a 1,3 milhões de euros:

 

tumblr_m53zqblTHk1rv88teo1_500

 

Para quem quer uma peça que não custa milhões, seus desenhos (ela também estudou pintura) podem ser encontrados por menos de 10 mil dólares.

A “obra maior”, ninguém pode comprar: A casa E-1027, construída em 1924, num penhasco com vista do Mediterrâneo, em Roquebrune, perto de Mônaco. Ela pertence ao governo francês e está sendo restaurada, para ser aberta ao público em 2014.

 

Villa-E-1027-Eileen-Gray-Centre-Pompidou-Paris

 

Veja algumas das peças e ambientes em exibição no Centre Pompidou:

EXP-EILEENGRAY2_normal

 

vv

 

OB-WK653_5GRAY2_P_20130220154951

 

jpg_gray-1

 

 

montage

 

645doucet-497e1