Arquitetura para o futuro II

Veja mais alguns projetos que se sobressaem em termos de beleza e inovação :

 

Harpa Concert Hall and Conference Center (Reykjavik, Iceland) – Henning Larsen Architects e Batteriiö Architects

A fachada cristalina é do artista Olafur Eliasson.

 

Burj Khalifa (Dubai, Emirados Árabes Unidos) – Arquitetos: Skidmore, Owings & Merril

É o edifício mais alto do mundo, com 162 andares de lojas, restaurantes, apartamentos e um Hotel Armani.

 

Gardens By The Bay (Singapure) – Wilkinson Eyre Architects e Grant Associates (2012)

Um Jardim Botânico dentro de 2 estruturas parabólicas de aço e vidro, onde climas diferentes são replicados. O Jardim Vertical adjacente também é extraordinário, com suas “super-árvores”.

 

Linked Hybrid (Beijing, China) – Steven Holl Architects, 2009

Um exemplo de desenvolvimento urbano para o século 21. São 8 torres conectadas, que incluem residências de alto luxo e também jardins, lojas, restaurantes e escolas que são abertos ao público no piso térreo. Nas pontes que conectam os andares superiores estão cafés e pequenas lojas para facilitar a interação entre os moradores do complexo.

 

The Shard (Londres) – Renzo Piano Building Workshop (2012)

O edifício de 72 andares, inspirado nos telhados de igrejas, é composto por 8 fachadas angulares de vidro que refletem a cidade e o céu. É como uma cidade vertical, multi-funcional, com escritórios, apartamentos, restaurantes e um hotel. A plataforma de observação oferece uma vista panorâmica que alcança 40 milhas de distância.

 

 

via Architectural Digest

 

Leave a Reply